Capa > Shows > Iron Maiden no Morumbi em São Paulo
Iron Maiden no Morumbi em São Paulo

Iron Maiden no Morumbi em São Paulo

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 StumbleUpon 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

Qualquer show no Morumbi é sinônimo de uma odisséia. O difícil acesso a região é sempre um grande obstáculo. Trânsito, ruas estreitas, flanelinhas com preços abusivos, estacionamento que chegam a cobrar R$100,00 e que com toda certeza não terão o mínimo cuidado com seu carro (experiência própria). Mas seria necessário muito mais do que isso para nos deixar sem ver Bruce Dickinson e cia.

Para contornar a parte chata de chegar até o local, sempre indico a estratégia que usamos quando fomos ao show do Metallica no ano passado. Estacionar carro no World Trade Center e utilizar as vans que eles disponibilizam e te deixam na porta do estádio. Apesar dos preços terem sofrido um belo reajuste (Estacionamento: R$25,00, Traslado ida e volta: R$20,00). No final das contas compensa pela rapidez e o “conforto”. Se você ainda insistir em parar o carro nos estacionamentos próximos ao estádio, lembre do trânsito que vai enfrentar para sair dali.

panoramica iron maiden 500x141 Iron Maiden no Morumbi em São Paulo

Pois bem, chegamos por volta das 20:00 horas e enquanto procurávamos nosso portão podíamos ouvir a banda de abertura que já fazia bastante barulho lá dentro. Arrumamos um cantinho na Arquibancada Especial Vermelha enquanto os irmãos da Cavalera Conspiracy tocavam os clássicos do Sepultura encerrando o seu show.

Algumas fotos do público (que aprontou bastante), técnicos de som e ajuste de luzes depois. Eis que “Doctor Doctor” do UFO começa a ecoar nas caixas de som o que era o prelúdio do espetáculo foi confirmado quando o vídeo de “Satellite 15… The Final Frontier” é exibido nos telões.

iron maiden morumbi 500x375 Iron Maiden no Morumbi em São Paulo

Ao contrário do que muitos falaram, o Iron Maiden quebrou o protocolo da pontualidade britânica e entrou 30 minutos antes do previsto exatamente às 21:00. Na sequência “Eldorado” tinha um refrão que arrancava um coro tímido do público que talvez por estar afoito pelos clássicos da banda, não correspondia muito bem as músicas do novo álbum.

bruce dickinson 500x333 Iron Maiden no Morumbi em São Paulo

A ansiedade foi sanada quando os acordes de “2 Minutes to Midnight” acenderam o saudosismo nos mais de 50 mil fãs que enchiam o Morumbi mas logo voltaram ao ânimo inicial com mais 2 músicas do novo álbum. “The Talisman” e “Coming Home”. No entanto, um breve discurso de Bruce promete surpresas para a noite, o que para mim era um sinal de mudanças no set list.

iron maiden 500x375 Iron Maiden no Morumbi em São Paulo

Dai pra frente tudo que um bom show do Iron Maiden deve ter. Bruce vestido de soldado empunhando a bandeira britânica em “The Trooper”, o Eddie entrando (também antes da hora) durante a execução de “The Evil That Man Do”. Meu destaque vai para “Blood Brothers” dedicada aos fãs da banda ao redor do mundo, mas principalmente aos que passam dificuldades no Japão, Líbia, Egito. Vale também salientar a ótima execução de “When the Wild Wind Blows” e já no bis a sempre empolgante “Hallowed be thy Name”.

iron maiden 2 500x334 Iron Maiden no Morumbi em São Paulo

A surpresa da noite foi a cabeça gigante do Eddie que apareceu durante a música que possui o mesmo nome da banda e não a inclusão de outras músicas como era esperado. O show se encerra com “Running Free” que é quando Bruce aproveita para apresentar os já conhecidos membros da banda.

eddie gigante iron maiden 500x375 Iron Maiden no Morumbi em São Paulo

E este foi mais um show do Iron Maiden no Brasil. É bem verdade que o lugar onde estávamos não era dos melhores (pra ser honesto, não quero nunca mais assistir a um show de uma arquibancada). Mas para quem estava em seu quarto show desta ótima banda, acredito ter parâmetro suficiente para dizer que esta, apesar de não ter sido o melhor show dos caras por aqui, foi uma ótima apresentação.

the trooper iron maiden morumbi 500x375 Iron Maiden no Morumbi em São Paulo

Não sou daqueles que esperavam um repertório repleto de clássicos. Afinal, tive minha boa dose deles em 2008 e 2009 e sei muito bem que esta é a turnê de um novo álbum com foco nas composições novas. Mas senti falto daquele espetáculo com fogos e efeitos. Não da pra dizer que foi inesquecível, mas sem dúvida foi emocionante.

Independente disto, Iron Maiden continua impecável e não é por acaso que mesmo com várias apresentações no Brasil eles consigam lotar qualquer show.

Confira o set list e outras informações do show do Iron Maiden em São Paulo

Crédito das fotos: @IMBNoticias@thatily, @SARKOSI_COM e São PauloFC

4 comentários

  1. Respeito a opinião de todos,
    mas na minha percepção, o show foi ótimo em todos os aspectos.
    Desde o show de abertura até Running Free. Pra quem esperou 2 anos pra ver o Maiden novamente parecia que o tempo havia parado enquanto o som rolava. Não deu nem tempo de perceber que os banheiros eram horríveis e que não havia sequer uma torneira pra lavar o rosto (fiquei sabendo porque pessoas que estavam comigo comentaram).
    Voltando ao Show, não há o que questionar, um setlist que mostra que ao contrário de outras bandas, o Maiden consegue fazer o público ir ao delírio tocando basicamente composições novas.
    Porra os caras trabalharam muito pra fazer o The Final Frontier, e vc´s queriam que eles não tocassem essas músicas. Não entendo, se vc é Realmente Fã de Iron Maiden (digo fã que curte o som mesmo, que não baixa som, que vai lá na galeria do Rock e compra o play, que chega em casa e fica ali por horas curtindo a capa, o encarte e todos os detalhes), e foi ao show, deveria estar contente por saber que esses caras ainda tem muito a mostrar e que o foi um ótimo show, que escutar The Evil That Men Do, Dance Of Death, The Wicker Man, Blood Brothers e Running Free por exemplo, foi DúCaralho

    Obrigado Iron Maiden, por fazer mais um Show Histórico.

    Ralph Reply:

    Pois é Fábio, entendo seu ponto de vista de verdadeiro Fã de Iron Maiden. Mas aqui tenho que deixar um pouco o passional de lado e tentar transmitir para pessoas (muitas delas sequer foram a algum show) um retrato daquela noite. Se você der uma lida no texto vai notar que eu não senti falta dos clássicos e salientei bem a respeito da turnê envolver um novo álbum. (Citei o que achei do Final Frontier na notícia do setlist)
    Minha opinião a respeito do show não foi negativa, apenas esperava que na cidade preferida pelos britânicos eles fugissem um pouco do previsto. Quando falo em mudar o setlist pensei apenas em mais músicas (nunca menos).
    Discutir neste nível é confrontar razão e emoção.
    Só que não posso negar que o áudio ficou devendo e este “delírio só com as composições novas” que você menciona não foi bem assim. Entretanto, Iron Maiden é Iron Maiden. Continuam com apresentações empolgantes e emocionantes, cheias de vigor. Só que, na minha opinião, faltou um tanto para classificar esse show como histórico.

    Up The Irons!

  2. se os caras só tocarem músicas antigas dizem que pararam no tempo e que vivem de museu.

    se são corajosos e continuam a lançar músicas novas dizem que já não são tão bons como antigamente.

    eu gostei muito do final frontier, já é o meu favorito dessa nova fase do iron pós retorno do bruce e do adrian.

    Ralph Reply:

    Mother of Mercy, The Talisman e When the wild wind blows são as que eu mais gostei. Mas com relação a álbuns, o Brave New World ainda é melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 StumbleUpon 0 Pin It Share 0 0 Flares ×